Não julgue o que está escrito aqui por "Bom" ou "Ruim"...
Não são só palavras... São sentimentos!

sábado, 23 de fevereiro de 2013

Quando escolhi ser Lésbica...

E ai meu povo, passei a semana toda pensando num tema bacana para postar aqui, mas não encontrei nada que merecesse a nossa atenção, até que ontem ganhei uma carona e papo vai papo vem, surgiu a pergunta:
"Akii quando você escolheu ser lésbica?"

E eu respondi: "não escolhi"

Ai pensei, tai um tema bacana.

Acho que a pergunta certa seria: Quando você percebeu que era lésbica?

Desde muito pequena, mulheres (buths) sempre chamaram a minha atenção, no inicio da adolescência percebi que ao contrario das meninas da minha idade, não sentia nenhum interesse por garotos.
E isso de certa forma me preocupava, tinha medo de ser diferente, de nunca namorar, coisas desse tipo.

Até fiquei com um ou dois garotos, e achei a experiência pavorosa, ouvia minhas amigas falando de suas experiências sexuais com tanta empolgação e pensava “meu pai, vou morrer sozinha”. Porque eu não conseguia de maneira nenhuma me imaginar transando com um cara, se beijar já era nojento pra caralho imagina outra coisa.

Até que eu conheci minha melhor amiga, super mega sapatão, e percebi que aquela atração por garotas era super natural, e que ao contrario do que todo mundo dizia, eu poderia SIM me relacionar com elas.

E aos 17 anos, eu beijei uma garota pela primeira vez, e foi, tudo o que as garotas falavam quando beijavam seus namorados.

Ai caiu a fixa. PUTA MERDA EU SOU LÉSBICA.

Depois disso, veio um conflito ou melhor uma guerra interna, e eu passei a rever todos os conceitos que eram até então certo para mim.

Foi mais ou menos nessa época que criei A Toca, e passei a escrever o que penso.

Pensando um pouco no tema da postagem, dicordo terminantemente quando as pessoas falam em “Escolher” ser homossexual, nós não escolhemos. Ninguém acorda um belo dia e diz: a partir de hoje vou ser gay.

A escolha esta em sair do armário ou não.
Em encarar a sociedade sem disfarces, com a cabeça erguida, e principalmente pronto para enfrentar o preconceito, que aparece de todos os lugares, e preparado para responder a altura.

E ACIMA DE TUDO, TENDO MUITO ORGULHO DE SER QUEM É!

Abraços
Akii

4 comentários:

  1. Nossa, parece que eu li minha história! meu primeiro beijo tbm foi aos 17, só que eu não conseguia aceitar de jeito nenhum :s eu morria de vergonha, ainda mais com uma família religiosa e talz, mas depois com o tempo, percebi que não mudaria e ai o erro aconteceu, eu achei que se não gostasse de homens apenas beijando, eu teria que "finalizar" e acabei perdendo a virgindade com um menino, ele era um amor, maaaaaaaaaaaaaaaas eu morria de nojo daquela coisa "pendurada" e ai minhas amigas diziam que eu não tinha gostado pq ele era ruim, e ai eu me forçava a me interessar por outros meninos, e ai sai com outro e eu continuava com nojo, até que um dia eu cheguei pra minha mãe falei: mae, to namorando! e ai, ela me perguntou: nossa que legal, qual o nome DELE? dai eu disse: mae, não é ele.. é ELA! e ai, da forma mais natural do planeta ela fala: ai que boa noticia, assim vc não aparece gravida em casa! :O haha e depois disso eu fiquei muito mais tranquila e nunca mais me escondi de ninguém, hoje minha família toda sabe disse, tem uns tios ou outros que me olham torto, mas e dai? eu sou feliz assim e ponto!

    ResponderExcluir
  2. Cada uma tem a sua história... algumas, tipo eu até se casam com um homem e tem um filho com ele antes de se descobrir lésbica. Mas não existe mal que dure pra sempre né? e o casamento com ele acabou.
    Agora sou casada, mas com a mulher que eu amo! e sou mega feliz! ;-) Amei o post! Bjo super especial para vc e a Jandy amiga. :-)

    ResponderExcluir
  3. não me conformo quando ouço "quando vc VIROU lesbica?" e todo mundo sempre tem uma história parecida!!

    ResponderExcluir
  4. Estou impressionanda, 1º vez que vejo alguem pensar como eu, e ainda por cima escrever algo que eu achei que só eu pensava, o termo não deveria ser orientação sexual, pq ninguem te orientou ser assim, o termo não deveria ser opção, pq como disse ninguem escolhe, a pergunta na minha opinão deveria ser: QUAL A SUA SEXUALIDADE? ou QUAL A SUA APTIDÃO SEXUAL? Enfim existe varias maneiras inteligentes de se fazer esta pergunta.

    ResponderExcluir


"Sou felizz e não admito que ninguém me acorde." (Martha Medeiros)

“Na vida, apenas uma coisa é certa, além da morte e dos impostos. Não importa o quanto você tente, não importa se são boas suas intenções, você cometerá erros. Você irá machucar pessoas. E se machucar” (Meredith Grey - Grey's Anatomy)